• Rádio Online
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Anterior


Vaticano desmente a mídia: Nem o Sínodo nem o Papa Francisco tomaram decisões doutrinais

15/10/2014

Anterior

Próxima


Gérard Depardieu, um dos maiores atores franceses de todos os tempos revela: Quase fui abortado com um par de agulhas de tricô

16/10/2014

Próxima
16/10/2014
As dez recomendações para os eleitores
Por: Redação

Regional leste 1 da CNBB divulgou uma série de recomendações para as eleições do próximo domingo no panfleto "Vote certo. Vote bem"

Publicamos a seguir o panfleto que a regional leste 1 da CNBB publicou a respeito das eleições que acontecerão nesse próximo domingo no Brasil. 

Vote certo. Vote bem.

Somos responsáveis pelo futuro do nosso país.

1. Votar é um exercício importante de cidadania; por isso, não deixe de participar das eleições. Seu voto contribui para definir a vida política de nosso país.

2. Verifique se os candidatos estão comprometidos com a superação da pobreza, com a educação, saúde, moradia, saneamento básico, respeito à vida e ao meio ambiente.

3. Veja se seus candidatos estão comprometidos com a justiça, segurança, combate à violência, dignidade da pessoa, respeito pleno pela vida humana desde a sua concepção até a morte natural.

4. Observe se os candidatos representam o interesse apenas de seu grupo ou partido e se pretendem promover políticas que beneficiam a todos. O bom governante governa para todos.

5. Dê o seu voto apenas a candidatos com “ficha limpa”. O homem público deve ter honestidade (idoneidade moral).

6. Fique atento à prática de corrupção eleitoral, ao abuso de poder econômico, à compra de votos. Voto não é mercadoria.

7. Procure conhecer os candidatos, sua conduta, suas ideias e seus partidos. Voto não é troca de favores.

8. Vote em candidatos que respeitem a liberdade religiosa e de consciência, garantindo o ensino religioso confessional e plural.

9. Escolha candidatos que promovam e defendam a família, segundo sua identidade natural conforme o plano de Deus.

10. Acompanhe os políticos depois das eleições, para cobrar deles o cumprimento das promessas de campanha e apoiar suas ações políticas e administrativas.

É muito difícil que um corrupto consiga voltar atrás”.

(Papa Francisco, Homilia aos Parlamentares Italianos, em 27 de março de 2014)

Rezo ao Senhor para que nos conceda mais políticos que levem verdadeiramente a sério a sociedade, o povo, a vida dos pobres”.

(A Alegria do Evangelho, n. 205)












Dourados - MS - 79800-000
Tel: 67 3422-6910

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.